Nunca daria ciclo suficiente


17 comentários

419…

“INTELIGÊNCIA” ARTIFICIAL

Tendo em conta que o animal que se auto-classifica de “inteligente” tem demonstrado que não é realmente inteligente, não será a dita “inteligência” artificial a ameaça à “inteligência” natural que o animal umano manifesta!

Já, há tempos, tinha escrito sobre como a “Inteligência” é o factor de equilíbrio – muito demorado se observado pela nossa perspectiva do “tempo”, mas eficaz se visto num escalar superior – que irá resolver a tempo o desequilíbrio presente no sistema.

Também já escrevi (como custa!) sobre os efeitos secundários da “Inteligência”, no que toca a inventos proclamados como “Feitos da Civilização Humana”! Vai lá vai…

Se repararam nos anos em que começam a surgir em força os efeitos secundários da “inteligência” umana o que vão ler a seguir apenas reforça a minha afirmação inicial!

Não vou perder muito tempo a escrever pois as imagens que deixo a seguir são simples de compreender, especialmente porque somos Inteligentes!

Depois de as verem, cá estaremos para reflectir, ou não, sobre elas!

Divirtam-se então contemplando os efeitos causados pelo uso da “inteligência” natural do animal umano.

(para verem as imagens no tamanho original, basta clicar nelas e pronto!)

*

*

*

*

*

*

*

*

Depois disto ainda há quem pense que a solução para a Umanidade é mais “inteligência” via ciência!

O resultado que se obtêm da ciência que resulta da “inteligência” natural do animal umano pode ser resumida desta forma…

Se alguém crê que a área delimitada pelo traço de cor verde é a que está gravemente destruída fruto da manifestação da “inteligência” natural umana, então sugiro que…

De resto, a “inteligência” fará o que tem a fazer… E finalmente o equilíbrio começará a ser reposto!